Seja bem vindo a Borghetti Logística Internacional
post_nr35.png?fit=1200%2C1200&ssl=1

Na #BorgExpress, levamos muito a sério a segurança de nossa equipe e os procedimentos. Com o curso de NR35: Capacitação para Trabalho em Altura em Operações Especiais, buscamos capacitar nosso time e garantir aos nossos clientes a segurança necessária para as operações.

A certificação NR35 é um documento que atesta que o profissional passou por um treinamento específico conforme as diretrizes estabelecidas pela Norma Regulamentadora 35 (NR35) do Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil. Essa norma estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, visando garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos nessas atividades.

Para obter a certificação NR35, os profissionais precisam participar de um curso de capacitação ministrado por instituições devidamente credenciadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego, curso este, realizado recentemente na Borg Express. Durante o curso, são abordados diversos temas, incluindo legislação de segurança, riscos e medidas de prevenção, uso correto de equipamentos de proteção individual (EPIs) e coletiva (EPCs), procedimentos de segurança, entre outros.

Após a conclusão bem-sucedida do curso, os participantes são submetidos a uma avaliação teórica e prática para demonstrar seu conhecimento e habilidades adquiridas. Aqueles que atingem os critérios estabelecidos recebem a certificação NR35, que tem validade de dois anos. Ao final desse período, é necessário realizar um curso de reciclagem para renovar a certificação.

A certificação NR35 é fundamental para garantir que a equipe Borg Express estejam devidamente preparados e qualificados para realizar atividades em altura com segurança, contribuindo assim para a redução de acidentes e a promoção de ambientes de trabalho mais seguros.

A qualificação de nossa equipe é fundamental para nossa empresa!


post_armazenamento2.png?fit=1080%2C1080&ssl=1

Na #BorgExpress, adotamos uma abordagem que visa garantir um acompanhamento eficaz dos embarques, uma verificação adequada da carga e uma comunicação transparente com o cliente, visando ingressar e entregar a mercadoria com o mínimo possível de erros ou avarias. Para isso, seguimos alguns passos:
• Rastreamento e monitoramento 24 horas do veículo.
• Conferência documental antes do ingresso na aduana.
• Conferência visual da mercadoria para verificação de movimentação da carga.
• Ajustes da carga em nosso armazém próprio (mediante autorização do cliente).
• Comunicação proativa em todas as etapas do processo.
• Feedback do cliente, adaptando-se às necessidades específicas de cada embarque.
Ao adotar essas práticas, garantimos que os embarques sejam acompanhados de perto em cada etapa, realizando as conferências necessárias e comunicando os clientes sobre atualizações do processo, resultando em entregas mais eficientes e com baixo índice de erros e avarias.

Acesse www.borghettibr.com.br

#borgexpress #mercosul #controleoperacional #logisticainternacional


post_janeiro3.png?fit=1080%2C1080&ssl=1

Na logística internacional, existem diversos tipos de rastreamento de processos para acompanhar o movimento de mercadorias ao redor do mundo. Alguns dos principais métodos de rastreamento incluem:

1. Códigos de Rastreamento: São números ou códigos únicos atribuídos a cada remessa. Os mais comuns são os códigos de rastreamento de transporte, como os utilizados pelos serviços postais (ex: USPS, Correios) ou transportadoras (ex: FedEx, DHL, UPS).

2. Rastreamento por GPS: Alguns modos de transporte, como navios e caminhões, podem ser equipados com dispositivos de rastreamento GPS para fornecer informações precisas sobre a localização da carga em tempo real.

3. Sistemas de Gestão de Transporte (TMS): São softwares que permitem o acompanhamento e a gestão de toda a cadeia logística, desde o momento em que a mercadoria é enviada até sua entrega final.

4. Códigos de Barras e RFID: Etiquetas com códigos de barras ou tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) são usadas para rastrear produtos individualmente ao longo do processo logístico.

5. Plataformas Online e Aplicativos: Muitas empresas de logística oferecem plataformas online ou aplicativos onde clientes e parceiros podem rastrear suas remessas, visualizar o status, estimativas de entrega e outras informações relevantes.

6. Documentação Aduaneira: Acompanhar o status de documentos de importação e exportação também é essencial na logística internacional para garantir que os trâmites aduaneiros estejam sendo realizados corretamente.

Cada uma dessas formas de rastreamento tem suas vantagens e são frequentemente utilizadas em conjunto para oferecer um monitoramento completo das operações logísticas internacionais.


post_janeiro4.png?fit=1080%2C1080&ssl=1

Parceria Argentina de Cargas Frigoríficas

“A CDC Transportes da Argentina, empresa possui unidades de alta potência com idade máxima de 10 anos”
Da mesma forma, em nossa sede em Chivilcoy contamos com uma planta mecânica equipada com instrumentos de última geração e pessoal especializado permanente, permitindo que nossas unidades estejam em constante serviço. E graças a um sistema de satélite de extraordinária qualidade, podemos informá-lo a qualquer momento onde estão as nossas unidades e produtos.

  • Transporte de cargas refrigeradas e congeladas
  • Transporte de mercadorias em geral
  • Transporte porta a porta
  • Seguro de carga durante toda a viagem, incluindo países vizinhos
  • Monitoramento via satélite da sua carga com informações em tempo real
  • Resposta ágil devido ao grande número de unidades
  • Carregar informações de registro

Contamos com amplos escritórios, pessoal administrativo amplamente treinado no assunto e o mais moderno sistema de informática para atender nossos clientes e melhor atendê-los.

Garantia e Segurança viaja por todo o PAÍS e MERCOSUL a serviço da sua empresa. A nossa empresa dispõe de unidades de alta potência, com idade máxima de 10 anos,e equipadas com a seguinte configuração:

  • Kit Básico
  • Sensor de porta de cabine e van
  • Sensor de liberação
  • Sensor de inibição
  • Sensor de plato
  • Botão de autorização de descenso
  • Corte de combustível

* Frota de fácil reconhecimento. Apresentar identificação corporativa de cada unidade.


borg_fotos.png?fit=1200%2C1200&ssl=1

Ter uma frota própria na logística internacional pode trazer diversos benefícios significativos:

1. Controle Total: Com uma frota própria, a empresa tem controle total sobre seus veículos, podendo gerenciar horários, rotas e prioridades de entrega de acordo com suas necessidades específicas.

2. Flexibilidade e Agilidade: Ter uma frota própria permite ajustar rapidamente as operações conforme necessário. Isso é especialmente útil em situações de mudanças nos pedidos, emergências ou alterações de última hora.

3. Padrões de Qualidade: A manutenção regular dos veículos pode ser realizada de acordo com os padrões específicos da empresa, garantindo a qualidade e a confiabilidade da frota.

4. Economia de Custos a Longo Prazo: Embora o investimento inicial possa ser alto, a posse da frota pode reduzir custos a longo prazo, especialmente se houver um volume constante de transporte.

5. Branding e Identidade: Uma frota própria pode ser uma poderosa ferramenta de branding, já que os veículos podem ser personalizados com a identidade visual da empresa, aumentando a visibilidade da marca durante o transporte.

6. Maior Controle de Segurança: A empresa pode implementar seus próprios padrões de segurança para os veículos e treinamentos específicos para os motoristas, garantindo práticas seguras de transporte de carga.

No entanto, ter uma frota própria também traz desafios. Requer investimentos consideráveis em aquisição, manutenção, combustível, seguro e gerenciamento de pessoal. Além disso, pode haver períodos em que a demanda não é suficiente para justificar o uso total da frota, o que pode resultar em subutilização dos recursos. A decisão de possuir uma frota própria na logística internacional deve considerar cuidadosamente esses benefícios e desafios, além das necessidades específicas e capacidades financeiras da empresa.


seguranca2.png?fit=1152%2C864&ssl=1

Para enfrentar os desafios de segurança na logística internacional, várias soluções podem ser implementadas para mitigar riscos e proteger as operações. Aqui estão algumas soluções para lidar com esses desafios:

1. Tecnologia Avançada:
– Rastreamento por GPS e IoT: Utilização de tecnologias de rastreamento em tempo real para monitorar a localização e condição das cargas, permitindo uma resposta rápida a desvios ou problemas.
– Sistemas de Segurança Eletrônica: Implementação de sistemas de vigilância, como câmeras, sensores e alarmes, em armazéns, portos e áreas de trânsito para dissuadir roubos e invasões.

2. Segurança Cibernética:
– Firewalls e Criptografia: Adoção de firewalls robustos e criptografia para proteger redes e dados de ataques cibernéticos.
– Treinamento em Conscientização de Segurança: Educação contínua para funcionários sobre práticas seguras de TI para reduzir vulnerabilidades internas.

3. Parcerias e Cooperação:
– Colaboração com Autoridades Locais: Parcerias com autoridades locais para obter informações e apoio na segurança de cargas em trânsito.
– Rede de Parceiros Confiança: Estabelecimento de parcerias com fornecedores, transportadores e agentes aduaneiros confiáveis, com foco na segurança mútua.

4. Compliance e Gerenciamento de Riscos:
– Sistemas de Gerenciamento de Riscos: Implementação de sistemas que identificam e avaliam riscos, permitindo respostas ágeis e estratégias de mitigação.
– Auditorias e Monitoramento de Conformidade: Realização de auditorias regulares para garantir a conformidade com regulamentações e padrões de segurança.

5. Inovação e Sustentabilidade:
– Tecnologias Sustentáveis:** Adoção de práticas e tecnologias que reduzam a pegada de carbono e promovam a sustentabilidade na logística.
– Inovação Contínua:** Investimento em soluções inovadoras para melhorar a segurança, como blockchain para rastreamento transparente da cadeia de suprimentos.

6. Treinamento e Educação:
– Treinamento em Segurança: Educação e treinamento contínuos para funcionários em todos os níveis sobre procedimentos de segurança e resposta a emergências.
– Conscientização sobre Contrabando: Campanhas educativas para reconhecer e relatar atividades de contrabando e ilegais.

A abordagem mais eficaz para enfrentar os desafios de segurança na logística internacional é adotar uma estratégia integrada que combine tecnologia, conformidade regulatória, colaboração entre parceiros e uma cultura de segurança abrangente em toda a cadeia de suprimentos.


seguranca.png?fit=1152%2C864&ssl=1

A logística internacional enfrenta uma série de desafios de segurança que podem impactar desde a movimentação de mercadorias até a proteção das informações. Alguns dos principais desafios são:

1. Roubo e Danos de Carga: O transporte de mercadorias por longas distâncias cria oportunidades para roubos, tanto durante o transporte terrestre quanto em portos ou armazéns. Além disso, danos à carga devido a condições climáticas, manuseio inadequado ou acidentes são preocupações constantes.

2. Segurança Cibernética: Com a crescente digitalização da logística, sistemas informatizados e redes de comunicação são vulneráveis a ataques cibernéticos. Isso pode levar ao roubo de dados, interrupção das operações e até mesmo comprometimento da segurança física das cargas.

3. Compliance e Regulamentações: Os requisitos de conformidade e regulamentações variam significativamente entre os países. Garantir a conformidade com leis alfandegárias, sanitárias, ambientais e de segurança pode ser desafiador e pode impactar os prazos de entrega e os custos.

4. Gerenciamento de Riscos Globais: Eventos geopolíticos, instabilidade econômica, desastres naturais e pandemias podem afetar drasticamente a logística internacional. Planejar e responder a esses eventos imprevisíveis é um grande desafio para as cadeias de abastecimento globais.

5. Contrabando e Segurança Fronteiriça: O contrabando de mercadorias ilícitas é uma preocupação em várias regiões do mundo. Os pontos de entrada e fronteiras podem ser vulneráveis ​​a atividades ilegais, exigindo medidas de segurança mais rigorosas e eficazes.

6. Compliance com Normas de Qualidade e Sustentabilidade: Garantir a qualidade dos produtos e a sustentabilidade das práticas logísticas é um desafio crescente. Isso inclui desde a conformidade com padrões de qualidade até a redução da pegada de carbono e o cumprimento de regulamentações ambientais.

7. Gestão da Cadeia de Suprimentos: A complexidade da cadeia de suprimentos global pode resultar em falta de visibilidade e controle sobre as diferentes etapas do processo. Isso pode abrir brechas para a ocorrência de problemas de segurança e dificultar a resposta a incidentes.

Enfrentar esses desafios exige uma abordagem integrada, que combine tecnologia avançada, políticas de segurança robustas, colaboração entre parceiros da cadeia de suprimentos e, crucialmente, uma compreensão contínua das tendências e ameaças emergentes no cenário global.


treinamneto.jpeg?fit=1200%2C900&ssl=1

O treinamento de pessoal desempenha um papel crucial na manutenção da segurança na logística internacional. Ele não apenas capacita os funcionários a reconhecerem situações de risco, mas também os prepara para lidar eficazmente com essas circunstâncias. Aqui está como o treinamento de pessoal é fundamental:

1. Reconhecimento Proativo de Riscos:
Identificação de Ameaças: O treinamento permite que os funcionários reconheçam sinais de possíveis ameaças, como comportamentos suspeitos, irregularidades nos documentos ou na carga, e outras situações que possam indicar riscos de segurança.
– Conscientização de Vulnerabilidades: Ao compreenderem os pontos fracos da cadeia logística, os funcionários podem antecipar e prevenir potenciais brechas de segurança.

2. Resposta Adequada a Situações de Risco:
Protocolos de Emergência: O treinamento ensina os procedimentos padrão a serem seguidos em situações de risco, como roubo, acidentes, incidentes cibernéticos ou ameaças à segurança.
– Treinamento de Simulação: Exercícios práticos e simulações de situações de emergência capacitam os funcionários a reagir de maneira eficiente e calma diante de eventos inesperados.

3. Atualização Frequentes e Conscientização Contínua:
– Acompanhamento de Tendências: Funcionários treinados estão mais aptos a acompanhar e compreender as mudanças nas ameaças de segurança, garantindo que estejam sempre atualizados com as últimas tendências e riscos emergentes.
Cultura de Segurança: O treinamento contínuo promove uma cultura de segurança dentro da organização, incentivando a importância da vigilância e do compromisso com práticas seguras em todos os níveis.

4. Colaboração e Comunicação Eficaz:
Comunicação Interna: Funcionários treinados são capazes de comunicar efetivamente informações sobre situações de risco aos colegas, supervisores ou autoridades apropriadas, facilitando uma resposta rápida e coordenada.
– Colaboração entre Departamentos: O treinamento transversal permite que diferentes setores trabalhem em conjunto para fortalecer a segurança, compartilhando conhecimento e melhores práticas.

5. Redução de Incidentes e Custos Associados
Prevenção de Perdas: Funcionários bem treinados têm mais probabilidade de evitar incidentes de segurança, o que pode reduzir perdas financeiras associadas a roubos, danos de carga e interrupções nas operações.
– Minimização de Impacto: Uma resposta eficiente a situações de risco pode minimizar o impacto negativo sobre clientes, parceiros e a reputação da empresa.

Em suma, investir no treinamento contínuo do pessoal não só promove um ambiente mais seguro, mas também fortalece a resiliência da logística internacional diante de desafios de segurança em constante evolução.


pt_BR
Borghetti Logística Gostaríamos de mostrar notificações sobre as últimas notícias e atualizações.
Liberar
Permitir notificações